Acústica, Alta velocidade, Energia, Mecânica, Militar

Notícia: Imagens de ondas supersônicas pela primeira vez

A NASA fotografou imagens de ondas supersônicas criadas por aviões supersônicos T-38 Talon.

Fonte: UOL

O fenômeno é conhecido desde a década de 1940, quando os aviões passaram a voar acima da velocidade do som, mas até agora era possível apenas escutar o estrondo sônico e gerar, através de computador, uma projeção da onda de choque.

Através de um conjunto de imagens separadas, o centro de pesquisas Ames, da Nasa, na Califórnia, os pesquisadores puderam montar uma fotografia real do fenômeno atingindo dois aviões T-38 Talon, da agência. A série de imagens em alta resolução mostra em detalhes as ondas de choque se propagando em diversas fases do voo, exibindo as mudanças rápidas de pressão formada na frente do avião durante o voo.

A velocidade do som no ar com 20°C é de 1234,8 km/h ou 343 m/s. Esta velocidade é chamada de Mach 1. Mach 2 é duas vezes a velocidade do som. A velocidade do som é menor em altas altitudes devido à baixa temperatura, pois as moléculas de ar são mais lentas.

Quando um avião voa abaixo da velocidade do som, aproximadamente 1100 km/h, as ondas de choque à frente do bico se espalha para os lados. Quando a aeronave rompe a barreira do som, as ondas de choque que estão pressionadas contra o bico são ultrapassadas pelo avião, representando uma propagação violenta do som.

As imagens foram obtidas por fotografia Schlieren, será assunto para outro post.

O objetivo da Nasa é utilizar os dados, agora exibidos de forma clara, somado aos milhares de estudos sobre o fenômeno, para avançar no programa X-59 Quiet SuperSonic Technology. O projeto tem objetivo de permitir desenvolver um avião supersônico que possa voar sobre áreas habitadas. O desafio será criar um perfil aerodinâmico que não gere grandes áreas de pressão, e portanto, amenize ou ao menos impeça o estrondo sônico.

Se o projeto X-59 for um sucesso, poderão surgir voos supersônicos comerciais, que serão muito mais rápidos, ou caças mais silenciosos.

 

Print Friendly, PDF & Email

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *