Aprendizagem de máquina, Inteligência artificial, Novas tecnologias, Robótica

Notícia: Robô jogador de basquete

A Toyota construiu um robô jogador de basquete de 2,07 metros. Foi demonstrado ontem em um ginásio em Tóquio, Japão.

Fonte: AP News (Traduzido para o Português)

Ele não pode driblar, muito menos fazer enterrada, mas o robô de basquete da Toyota dificilmente erra um lance livre ou um arremesso de 3 pontos.

O robô da Toyota Motor Corp., chamado Cue 3, calcula com uma imagem tridimensional onde a cesta está, usando sensores no seu tronco, ajustando os motores dentro do seu braço e joelho dando ao arremesso o ângulo certo e propulsão para um swish.

Swish é um termo do basquete que significa quando a bola vai direto na cesta sem tocar na argola. Este é o Cue 3, acertou 5 das 8 cestas de 3 pontos.

Logo depois de errar, o robô caiu. Não foi decepção, mas uma falha de energia temporária.

O nome Cue 3 supostamente reflete a ideia de que a tecnologia pode servir como uma sugestão, ou sinal de grandes coisas para vir, de acordo com a Toyota.

Experts dizem que podem imitar movimentos humanos, mesmo fazendo melhor, podem provar serem úteis em várias formas, incluindo colheita de plantações, fazendo entregas, trabalhando em fábricas e depósitos.

Robôs que conseguem manipular objetos frágeis e obter a trajetória desejada ao arremessar um objeto precisam usar sensores, fazer cálculos em alta velocidade para determinar o torque e o passo necessário dos motores. Serão muito importantes para muitas atividades. Aqui está o vídeo da demonstração do Cue 3.

Já existe tecnologia para os robôs humanoides correrem e pularem. Como mostram os robôs da Boston Dynamics.

Para ser um jogador de basquete completo, tem que também saber se movimentar pela quadra. Como e quando driblar, identificar aliados de adversários, etc.

 

 

Print Friendly, PDF & Email

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *