Consumo de energia, Energia, Sistema de potência

Sistema de tarifa branca

Hoje é explicado como funciona o sistema brasileiro de tarifa branca. Esta é uma forma alternativa dos consumidores pagarem a conta de luz.

Por quê existe a tarifa branca?

Na tarifa convencional, o consumidor paga um determinado valor fixo, em R$/KWh, cobrado pelo consumo de energia no mês inteiro, independente da hora do dia. Cada estado tem uma tarifa diferente. O valor da conta inclui o custo da energia gerada, custo da transmissão, encargos setoriais e impostos. Porém, o consumo diário não é constante. Nas residências, é maior no final da tarde e à noite e menor durante a madrugada. A curva de carga mostra o consumo diário em kW, esta é uma curva de carga típica de uma residência.

curva de carga residencial

Esta é a curva de carga de um consumidor comercial.

curva de carga comercial

Em 1º de Janeiro de 2018, aqueles com consumo médio acima de 500 kWh/mês poderiam aderir à tarifa branca. Em 2019, ficou disponível para consumidores de baixa tensão (127, 220, 380 ou 440 V) e com consumo médio acima de 250 kWh/mês. Em 2020, todas as unidades consumidoras poderão optar por este sistema.

Como funciona?

Neste sistema, o consumidor pode pagar valores diferentes em função do dia da semana e hora do dia. Existem três tipos de horários:

  • Horário de ponta: Quando a demanda de energia é maior, a tarifa é a mais cara.
  • Horário intermediário: Uma hora antes e uma depois do horário de ponta. Custo é mais barato que o de ponta, mas maior do que o fora de ponta.
  • Horário fora de ponta: Quando há menor demanda de energia e a tarifa é a mais barata.

Com o sistema de tarifa branca, pode-se pagar menos em horas fora de ponta. Mas pagará mais nos horários intermediário e de ponta. O consumidor pode alocar o consumo de energia para horas fora de ponta, reduzindo a sobrecarga no sistema elétrico.

tarifa branca x tarifa covencional

A tarifa branca é vantajosa?

A resposta é: Depende dos hábitos de consumo. Se você pode transferir a maior parte do seu consumo para o horário fora de ponta e reduzir o máximo possível nas horas de ponta e intermediária, a tarifa branca é uma boa opção. Estabelecimentos comerciais e pequenas indústrias que trabalham até o final da tarde, podem reduzir gastos com energia no modo da tarifa branca. É preciso analisar o perfil de consumo e fazer cálculos para ver o quanto de economia vai gerar na adesão ao novo sistema.

Print Friendly, PDF & Email

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *