Instrumentação, Luz, Mecânica quântica, Militar, Novas tecnologias, Partículas subatômicas, Telecomunicações

Notícia: Demonstração do radar quântico

O radar quântico foi demonstrado no Instituto de Ciência e Tecnologia da Áustria. Usa fótons emaranhados na frequência de micro-ondas.

Fonte: MIT Technology Review (Traduzido para o Português)

Graças ao trabalho de Shabir Barzanjeh no Instituto de Ciência e Tecnologia da Áustria e alguns colegas. Esta equipe usou micro-ondas emaranhadas para criar o primeiro radar quântico do mundo. O dispositivo, que pode detectar objetos a distância usando poucos fótons, aumenta a perspectiva de sistemas de radares furtivos que emitem pouca radiação eletromagnética detectável.

O dispositivo é essencialmente simples. Os pesquisadores criaram pares de fótons de micro-ondas emaranhados usando um dispositivo supercondutor chamado conversor paramétrico de Josephson. Eles irradiam o primeiro fóton, chamado de fóton de sinal, em direção ao objeto de interesse e escutam a reflexão.

O esquemático do radar quântico de micro-ondas. Vem da mesma fonte.

Eles armazenaram o segundo fóton, chamado de fóton ocioso. Quando a reflexão é detectada, o de sinal interfere com o ocioso, criando uma assinatura que revela o quanto o sinal viajou. Voilà – radar quântico.

Esta técnica tem algumas vantagens importantes sobre o radar convencional. O radar tradicional funciona de forma semelhante, mas falha em baixa potência que envolve pequenos números de fótons de micro-ondas. Isto porquê objetos quentes no ambiente emitem micro-ondas por conta própria.

Em uma temperatura ambiente, é equivalente ao fundo com aproximadamente 1000 fótons de micro-ondas a qualquer instante e sobrepõem o eco. Por isso que sistemas de radar usam transmissores poderosos.

Fótons emaranhados superam este problema, os fótons de sinal e ocioso são tão semelhantes que é fácil filtrar os efeitos do outros fótons.

É claro que o emaranhamento é uma propriedade frágil no mundo quântico, e o processo de reflexão o destrói. Mesmo assim, a relação entre os fótons de sinal e ocioso é forte o suficiente para serem distinguidos do ruído de fundo.

Em 2016, foi testado na China, um radar quântico com alcance de 100 km. Detecta aviões de quinta geração, acredita-se que o radar quântico pode tornar a tecnologia stealth obsoleta. A empresa estatal China Electronics Technology Group Corporation (CETC) afirma que o radar desenvolvido também pode detectar mísseis balísticos no espaço.

O emaranhamento será explicado em um post dedicado.

 

 

Print Friendly, PDF & Email

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *