Biologia, Energia renovável, Geologia, Meio ambiente, Sustentabilidade

Estudo de impacto ambiental

O assunto deste post é o estudo de impacto ambiental para a instalação de pequenas usinas hidrelétricas (PCH). Cada país tem sua própria legislação ambiental, portanto não entrarei nesta parte. 

Já foi mostrado no post “Grandes usinas hidrelétrica a fio d’água” o impacto ambiental causado por usinas hidrelétricas. Porém nem todo impacto ambiental é negativo.

O que é?

O estudo de impacto ambiental é um instrumento para avaliar os impacto ambientais causados por um projeto ou atividade que modifica o meio ambiente. O diagnóstico ambiental da área afetada é feito por uma equipe multidisciplinar, incluindo fatores físicos, biológicos e sócio-econômicos. Os impactos ambientais são analisados e medidas mitigadoras são definidas. O Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) é a síntese do Estudo de Impacto Ambiental (EIA).

Objetivos do estudo do impacto ambiental

Os objetivos deste estudo devem ser:

  • Identificar e descrever os recursos e valores ambientais que serão afetados pela execução do projeto.

Exemplos de recursos ambientais: atmosfera, águas superficiais e subterrâneas, mar, estuário, subsolo, solo, floresta, fauna, etc. Recursos ambientais prestam serviços ambientais, que possuem um valor e podem ser aproveitados.

serviço ambiental das abelhas
A produção de mel e a polinização das plantas são exemplos de serviço ambiental fornecido pelas abelhas.
  • Descrever como o projeto vai afetar os recursos e valores ambientais, incluindo os efeitos positivos e negativos e suas características como: diretos e indiretos, curto e longo prazo, cumulativos e irreversíveis, temporários e permanentes.
  • Propor alternativas ao projeto para alcançar o mesmo objetivo com o menor dano ambiental possível.

Fases do estudo

  1. Identificação: Determinar as características dos impactos ambientais sobre os recursos ambientais, compilar uma lista destes impactos, identificar as origens do impacto. A identificação dos impactos é feita com vários instrumentos que serão assunto para um futuro post.
  2. Predição: Prever as consequências dos impactos sobre o ambiente. Utilizando dados técnicos, modelos matemáticos, fotomontagens, experimentos, sistemas cartográficos e consulta de especialistas. Fazendo uma comparação entre cenários com e sem o projeto.
  3. Avaliação dos impactos: O impacto ambiental é significativo? Deve ser mitigado? Estas perguntas são respondidas com base na legislação, áreas protegidas, fenômenos, espécies ameaçadas, aceitação do público e objetivos políticos.
  4. Mitigação: Nesta fase, são propostas medidas para prevenir, reduzir, remediar e compensar os impactos negativos. Alguns exemplos de mitigação são: Escadas para peixes, controle de erosão, mudança do local da obra, restauração de áreas afetadas, compensação econômica para pessoas afetadas.
  5. Documentação: Escrever o relatório de impacto ambiental.

 

 

Print Friendly, PDF & Email

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *