Magnetismo, Medicina, Nanotecnologia, Notícia

Novo microrrobô no tratamento contra o câncer

Foi desenvolvido um microrrobô em forma de peixe, que pode enviar medicamentos diretamente para as células cancerígenas.

Fonte: Science Daily (Traduzido para o Português)

A quimioterapia trata com sucesso muitas formas de câncer, mas os efeitos colaterais podem causar estragos no resto do corpo. Entregar drogas diretamente para as células cancerígenas pode ajudar a reduzir estes sintomas desagradáveis. Agora, em um estudo de prova de conceito, pesquisadores relataram na ACS Nano, um microrrobô em forma de peixe, guiado por ímãs até as células cancerígenas, onde uma mudança de pH faz ele abrir a boca e liberar a carga quimioterapêutica.

Anteriormente, cientistas criaram robôs em microescala (menor que 100 μm) que podem manipular pequenos objetos, mas não podem mudar de forma para fazer tarefas complexas, como liberar drogas. Algumas equipes fizeram objetos 4D (dispositivos 3D que mudam de forma em resposta à certos estímulos), mas tipicamente fazem ações simples e seus movimentos não podem ser controlados remotamente. Em direção às aplicações biomédicas destes dispositivos, Jiawen Li, Li Zhang, Dong Wu e seus colegas queriam desenvolver microrrobôs que mudam de forma e podem ser guiados por ímãs para locais específicos para tratamento. Visto que tumores existem em microambientes ácidos, a equipe decidiu fazer microrrobôs que mudam de forma em resposta ao baixo pH.

Então, os pesquisadores imprimiram microrrobôs 4D em forma de caranguejo, borboleta ou peixes usando um hidrogel que reage ao pH. Ajustando a densidade de impressão em certas áreas, como o limite das garras do caranguejo ou asas da borboleta, a equipe codificou a mudança de forma que responde ao pH. Então, eles fizeram microrrobôs magnéticos colocando-os em uma suspensão de nanopartículas de óxido de ferro.

Os pesquisadores demonstraram várias capacidades dos microrrobôs para diversos testes. Por exemplo, um microrrobô em forma de peixe possui uma boca ajustável que abre e fecha. A equipe mostrou que eles podem direcionar o peixe através de vasos sanguíneos para alcançar células cancerígenas em uma região específica na placa de petri. Quando eles diminuíram o pH da solução, o peixe abriu a boca para liberar uma droga quimioterapêutica, que matou as células próximas. Embora o estudo seja uma prova de conceito promissora, o microrrobô precisa ser ainda menor para navegar nos vasos sanguíneos e, precisa de um método adequado de imagem para rastrear seus movimentos no corpo, dizem os pesquisadores.

microrrobô DESTAQUE
Este é o microrrobô em forma de peixe. Fica com a mesma forma mesmo quando abre a boca para descarregar o medicamento. Fonte: Inceptive Mind.
microrrobô no vaso sanguíneo
Esquema do microrrobô no vaso sanguíneo entregando o medicamento. Fonte: Phys.org.
Este vídeo mostra o microrrobô se movimentando, abrindo e fechando a boca.
Liked it? Take a second to support Electrical e-Library on Patreon!

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *