Componentes eletrônicos, Eletrônica, Eletrônica automotiva

Vela de ignição

Neste post vou falar sobre a vela de ignição, um dos componente mais importantes para sistemas de ignição.

Para saber sobre sistemas de ignição de automóveis clique neste botão.

Sistema de ignição Sistema de igniçãoClique aqui

 

Como funciona?

A vela de ignição conduz a alta tensão por volta de 20.000 V gerada pelo autotransformador que é conduzida pelo distribuidor até nos eletrodos de níquel para soltar a faísca para explodir a mistura de ar com combustível e acionar os pistões. O espaço entre os eletrodos deve ter um tamanho exato. Se a distância for muito grande, a tensão não será o suficiente, se for muito pequena, haverá faísca na hora errada. 

Partes da vela

Os isoladores de cerâmica servem para a dissipação térmica e isolamento elétrico. O eletrodo central fica dentro da vela e é feito de cobre com ponta de níquel. O cobre por ser um dos melhores metais condutores e o níquel para diminuir desgaste e corrosão. O supressor de interferência é um resistor para suprimir interferência por ondas de rádio. O castelo metálico embaixo da cerâmica externa serve para reduzir a oxidação e a corrosão. Os anéis metálicos e um pó impede a saída de gases e mantêm a dissipação de calor uniforme.

Velas quente e fria

Existem dois tipos de velas: quente e fria. Na vela quente a ponta de cerâmica interna é maior e tem o maior caminho de dissipação, portanto dissipa menos calor e a vela fria tem a ponta menor que dissipa mais calor com menor caminho de dissipação.

Para baixas velocidades a vela quente é melhor pois como o caminho da dissipação é maior, a temperatura permanece alta. A vela fria é mais adequada para motores de alta desempenho.

Grau térmico

As velas devem operar em uma faixa de temperatura entre 450°C e 850°C. Abaixo desta faixa ocorrerá a carbonização que gera falhas de faísca.

Acima de 850° C haverá superaquecimento.

Para evitar os dois casos, deve instalar as velas de acordo com o grau térmico (grau de dissipação). Grau térmico acima do necessário gera carbonização e abaixo produz sobreaquecimento.

Recomenda-se a inspeção das velas de ignição a cada 10000 km percorridos pelo veículo.

 

 

 

 

 

Liked it? Take a second to support Electrical e-Library on Patreon!

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *