Aviônica, Espaço, Notícia, Novas tecnologias

Lançamento de nave experimental reutilizável

Foi lançado na China em um foguete Longa Marcha 2F, na sexta-feira, 05/09/2020, uma nave experimental reutilizável para fazer testes.

Fonte: Space News (Traduzido para o Português)

“Após o período de operações em órbita, a nave vai retornar ao local de pouso programado na China. Testará tecnologias reutilizáveis durante o voo, fornecendo suporte tecnológico para o uso pacífico do espaço”, relatou a agência Xinhua.

Avisos de fechamento do espaço aéreo divulgados na quinta-feira, indicaram o lançamento iminente. Nenhuma imagem da espaçonave ou do lançamento foi divulgado até agora. Aparentemente, um nível de segurança maior do que o normal evitou que as imagens aparecessem na mídia social. 

Provavelmente, esta nave experimental reutilizável deve ser semelhante ao X-37B com algumas modificações. Este já foi notícia aqui no site.      

Nave reutilizável dos EUA
Clique aqui para ler a notícia sobre o X-37B.

Um aparente trabalho de modificação foi realizado na torre de lançamento para o lançador Longa Marcha 2F, nos meses recentes.

Isto levou a especulação de que o trabalho permitiria um lançamento com carga maior do que o padrão para o Longa March 2F. Um veículo espacial alado precisa de tais preparações.

Um projeto de avião espacial foi incluído em um “roteiro de transporte espacial” de 2017, divulgado pela China Aerospace Science and Technology Corp. (CASC), a principal empresa espacial do país. Uma meta para 2030, desenvolver um avião espacial de estágio único para a órbita (SSTO), também foi observada. Os planos incluem lançadores totalmente reutilizáveis e, por volta de 2045, uma nave de propulsão nuclear.

Chen Hongbo, da Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos Lançadores (CALT), disse a Science e a Technology Daily em 2017, que naves reutilizáveis podem ser capazes de transportar ambas tripulação e carga. Chen afirmou que alguns veículos podem ter características de avião e espaçonave.

Depois do voo inaugural por volta de 2020, muitos voos serão conduzidos para verificar as capacidades de relançamento rápido e uso repetido, disse Chen. O objetivo declarado do projeto é reduzir o custo de acesso ao espaço.

A China Aerospace Science and Industry Corp. (CASIC), outra gigante estatal, está trabalhando no seu próprio avião espacial, chamado Tengyun.

“Ao contrário da reclicagem de foguete da SpaceX, o avião espacial pode decolar de um aeroporto comum para levar espaçonaves para a órbita. Vai trazer uma revolução no transporte aeroespacial”, disse a CCTV, Zhang Hongwen da CASIC, em 2018.

Liked it? Take a second to support Electrical e-Library on Patreon!

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *