Espaço, Exploração, Luz, Novas tecnologias, Telecomunicações

Telescópio de espelho líquido

O assunto deste post é o telescópio de espelho líquido. São mostrados o funcionamento, as vantagens e desvantagens e, alguns projetos.

Como funciona?

O espelho primário, que recebe a luz que vem do espaço, é feito de mercúrio líquido em rotação a uma velocidade constante por um motor elétrico. A gravidade puxa o líquido para baixo e a força da inércia, ou força centrífuga, leva parte do líquido para os lados. O líquido forma uma parábola perfeita que concentra a luz no espelho secundário ou em uma câmera CCD.

telescópio de espelho líquido
Fonte: HinesLab.

O líquido flutua em uma camada muito fina de ar comprimido, para eliminar o atrito durante a rotação. 

galinstan
Uma alternativa ao mercúrio é o galinstan (liga de gálio, índio e estanho), que não é tóxico. Fonte: strategic element.

Vantagens e desvantagens

As vantagens do telescópio de espelho líquido:

  • O mercúrio líquido é muito mais barato do que um espelho sólido com revestimento de alumínio de mesmo diâmetro.
  • A distância focal do espelho líquido pode ser variada controlando a velocidade de rotação.
  • Um espelho sólido precisa ser fabricado e polido com extrema precisão, se a curvatura do espelho estiver uma fração do fio de cabelo fora, as imagens ficarão borradas. Enquanto a rotação do espelho líquido cria uma parábola perfeita.

As desvantagens são: 

  • O campo de visão é muito menor, o telescópio de espelho líquido é apontado apenas para uma pequena parte do espaço.
  • Não pode ser apontado para outra direção.
  • O espelho não pode ser maior que 8 metros de diâmetro, pois o efeito Coriolis vai deformá-lo.

O maior telescópio de espelho líquido do mundo

É o Telescópio Internacional de Espelho Líquido (ILMT), fica no observatório Devasthal, a 2450 metros de altitude, no território indiano do Himalaia. Possui 4 metros de diâmetro e 50 litros de mercúrio sobre 10 microns de ar comprimido.

O ILTM foi construído por um consórcio de instituições da Índia, Bélgica e Canadá. Pode fazer medições sensíveis de supernovas e quasares, para estimar a taxa de expansão do universo. Fonte: science.org.

O projeto do telescópio de espelho líquido na Lua

telescópio de espelho líquido na lua
Fonte: Beebom.

Este é um projeto da NASA, para colocar um telescópio de espelho líquido de 100 metros em uma cratera de um dos polos da Lua. O satélite natural não possui atmosfera e a rotação é muito menor. Portanto, é possível construir espelhos líquidos maiores. O telescópio seria operado remotamente e alimentado por painéis solares. O líquido pode ser transportado por um foguete, mas não pode ser feito de mercúrio. Pois este vai evaporar durante o dia e congelar durante a noite. Será usado um líquido iônico revestido por um filme fino de prata.

Se construído, este telescópio pode encontrar as primeiras estrelas do Universo, que ficam a 13 bilhões de anos-luz de distância, onde nem o James Webb pode alcançar.

Liked it? Take a second to support Electrical e-Library on Patreon!

About Pedro Ney Stroski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *