Experiências, Geologia, História, Instrumentação, Notícia, Sensores

DURF, o laboratório mais profundo do mundo

O DURF é um laboratório a 2.400 metros debaixo da terra, começou a entrar em operação nesta quinta-feira, no dia 7 de Dezembro.

Fonte: Xinhua (Traduzido para o Português)

Os cientistas acreditam que o laboratório pode fornecer um espaço “limpo” para perseguir a substância invisível, chamada de matéria escura. Eles afirmam que a profundidade extrema ajuda a bloquear a maioria dos raios cósmicos que prejudicam a observação.

A Instalação Subterrânea Profunda e de Radiação Ultrabaixa para Experimentos de Física de Fronteira (DURF) está localizado abaixo da montanha Jinping, na província autônoma de Liangshan Yi, em Sichuan. 

A localização do Laboratório Subterrâneo Chinês Jinping (CJPL). Fonte: (Ma, 2021).
entrada do DURF
A entrada do CJPL. Fonte: Xinhua.

O DURF, com capacidade total de 330.000 metros cúbicos é a segunda fase do CJPL. Iniciou-se a construção em Dezembro de 2020 e foi construído em conjunto com a Universidade Tsinghua e a Companhia de Desenvolvimento Hidrelétrico do rio Yalong, Ltd.

Graças à localização, o DURF é exposto a uma pequena parte do fluxo de raios cósmicos, que é um centésimo de milionésimo daquele que ocorre na superfície da Terra. Possui vantagens como: fluxo de raios cósmicos ultrabaixo, radiação ambiental extremamente baixa, concentração de radônio extremamente baixa e espaço ultralimpo. Que aumentarão a detecção de matéria escura, disse Yue Qian, professor da Universidade Tsinghua.

Os cientistas inferem que a matéria visível compõem apenas 5% do Universo, enquanto 95% é composto de matéria escura e energia escura.

O primeiro lote de 10 equipes de universidades e institutos de pesquisa chineses, como da Universidade Tsinghua e da Universidade Shangai Jiao Tong, foi estacionado no DURF, para realizar experimentos científicos.

O DURF se tornará um centro de pesquisa científica subterrânea interdisciplinar e de classe mundial, integrando múltiplas disciplinas como física de partículas, astrofísica nuclear e ciências da vida, para facilitar o desenvolvimento da pesquisa na China em campos de fronteira relevantes, segundo Yue.

A primeira fase do Laboratório Subterrâneo Chinês Jinping foi completa e posta em operação no final de 2010, com uma capacidade de 4.000 metros cúbicos. Realizou uma série de conquistas científicas, elevando os experimentos de detecção direta de matéria escura da China a um nível avançado no estágio global.

Algumas instalações no DURF: (a) depósito de água, (b) tanque de nitrogênio líquido (LN2), (c) espectrômetro de fundo ultrabaixo e (d) espectrômetros de baixo fundo. Fonte: (Ma, 2021).
Liked it? Take a second to support Electrical e-Library on Patreon!

About Pedro Ney Stroski

2 thoughts on “DURF, o laboratório mais profundo do mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *