Energia, Materiais, Novas tecnologias

Notícia: Hoverbike chega ao mercado

Você pode comprar antecipadamente sua hoverbike (motocicleta voadora), se tiver 150.000 dólares. Fabricada pela empresa Hoversurf.

Fonte: Futurism (Traduzido para o Português)

O S3 2019 é parte motocicleta e parte quadricóptero. De acordo com o site da Hoversurf, o veículo movido por baterias pesa 253 libras e tem um tempo de voô de 10 a 15 minutos dependendo do peso do operador. A velocidade máxima legal é 60 mph – apesar de o quão rápido o veículo pode realmente se mover, é desconhecido. Hoversurf também observa que a “altitude segura de voô” do veículo é 16 pés, mas novamente, não temos certeza de quão alto pode realmente planar.

Para aqueles que não estão familiarizados com o sistema imperial de medidas:

  • 253 libras = 114 kg.
  • 60 mph (milhas por hora) = 96,56 km/h.
  • 16 pés = 4,87 metros.

Eu entrei no site da Hoversurf e vi que esta hoverbike é feita de vários tipos de fibra de carbono e usa baterias de lítio-níquel-manganês (LiNiMnCoO_{2}). Encontrei mais informações a respeito do tipo de bateria no site da empresa.

Fonte: Hoversurf (Traduzido para o Português)

Combina a segurança e baixa resistência do manganês com a alta energia do níquel. A química da bateria resultante dá a você uma razoável alta capacidade e alta corrente de descarga. A química é muito estável, significa que não precisa de circuitos de proteção caros.

Este tipo híbrido de bateria tem uma capacidade de 12,3 kWh, que permite você voar por 40 minutos no modo drone.

As hoverbikes estiveram presentes em filmes e video games.

As hoverbikes do mundo real são mais lentas e barulhentas. A polícia de Dubai já adquiriu a S3 2019.

 

 

 

Liked it? Take a second to support Electrical e-Library on Patreon!

About Pedro Ney Stroski

2 thoughts on “Notícia: Hoverbike chega ao mercado

  1. Olá Dr. Pedro Ney, bom dia! Uma vez mais agradeço pelas publicações tão ricas em informações. Estou achando as hoverbikes muito barulhentas e voando baixo. Fico imaginando a sua utilização em cidades brasileiras. Penso que não dará certo. Irá aumentar a poluição sonora e também o risco de acidentes. Um forte abraço.

    1. Bom dia, Diana. Nos EUA, este veículo foi classificado como ultraleve, ou seja, você pode usar para fins esportivos e recreativos, mas não como transporte diário. Quando chegar por aqui, talvez tenha uma regulamentação parecida. Penso que deveria ter uma proteção lateral nas hélices para reduzir o risco de acidentes.
      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *